Entenda a importância da estrutura galvanizada para câmaras frias

14 jul, 2020 | Armazenagem | 0 Comentários

longa industrial - logo

Por Longa Industrial

Desde 1964, desenvolvendo soluções em Sistemas de Armazenagem Logística, para empresas de todos o segmentos.

As decisões sobre atividades logísticas estão cada vez mais ganhando espaço entre as decisões estratégicas. Muitas vezes, a escolha da estrutura correta de armazenagem influencia a conservação e integridade das mercadorias vendidas.

Para empresas que trabalham com câmaras frias, o assunto armazenagem se torna ainda mais sério, pois, é a estrutura que determinará o bom funcionamento do isolamento térmico, permitindo que as mercadorias continuem resfriadas ou congeladas como precisam ser, a fim de manter sua integridade. Nesse caso, a estrutura galvanizada a fogo é a mais recomendada.

Quando o aço utilizado para a fabricação das câmaras frias é galvanizado, uma camada de zinco é aplicada, revestindo-o e evitando corrosão e ferrugem nele. O processo pode ser feito de duas maneiras: a zincagem por fogo (ou imersão) e a zincagem eletrolítica.

O primeiro processo se baseia no mergulho do aço no zinco fundido a altas temperaturas (445 a 460°), o que faz com que este metal tenha maior aderência, formando uma camada mais grossa e tornando aquele mais resistente.

O processo eletrolítico se utiliza de propriedades da eletricidade, que a partir de uma combinação de cargas, o zinco é depositado no aço, que terá um melhor acabamento, mas não será tão forte quanto o por imersão. Para as câmaras frias, quanto mais resistente o material da estrutura, melhor. Portanto, o aço galvanizado a fogo é a opção ideal.

Tem interesse em entender um pouco mais sobre estruturas galvanizadas? Continue lendo e saiba mais!

Qual a importância da escolha correta de estrutura para as câmaras frias?

As empresas que têm a necessidade de câmaras frias são as que, geralmente, trabalham com mercadorias perecíveis, que precisam estar resfriadas ou congeladas para que possa ser vendida. Podem ser instituições do setor alimentício, farmacêutico, hospitalar, indústrias químicas, entre muitos outros negócios que precisam ter seus produtos conservados para que estejam íntegros para a venda.

Para tais empresas, torna-se fundamental ter uma estrutura de armazenagem com isolamento e resfriamento térmico para que o ambiente esteja ideal para a conservação dos produtos. Caso haja falha no sistema da câmara fria, os produtos serão perdidos e ficarão impróprios para o consumo, o que gerará perda de capital para a empresa.

Por que a estrutura galvanizada é a mais indicada para câmaras frias?

A estrutura galvanizada a fogo é a mais indicada por causa da resistência que oferece. Ao passar pelo processo químico de aplicação do zinco, o aço deixa de sofrer com oxidação por temperatura ou umidade, e, assim, a mercadoria é protegida contra ferrugens nocivas.

Aumentando a resistência, a vida útil da estrutura se prolongará, o que gera economias para a empresa em longo prazo, pois, não precisará gastar com manutenção ou troca da estrutura durante um bom tempo. Além disso, os riscos de quebra e fissura também são reduzidos, minimizando o risco de acidentes.

Quais as vantagens da estrutura galvanizada?

A peça terá contato direto com umidade, e em alguns casos, como no de frigoríficos, por exemplo, é possível que também haja interação com o sal, ou seja, câmaras frias são ambientes propícios para corrosão. No caso de indústrias alimentícias, a oxidação do aço e a ferrugem podem contaminar as cargas, tornando o produto impróprio para o consumo.   

Uma estrutura galvanizada tem alta resistência aos fatores citados, o que diminui o risco de contaminação da carga e protege contra incêndios, afinal, não é um componente condutor. Somado às economias e aumentos de segurança da carga, a utilização do aço ainda é benéfica ao meio ambiente, o material pode ser 100% reciclado, pois, devido a suas propriedades magnéticas, outros materiais contidos nele são separados facilmente.

Qual a diferença entre o aço galvanizado e o inoxidável?

O primeiro precisa passar por um processo de aplicação de zinco para que adquira a resistência e a durabilidade. O material é comumente utilizado em produtos como porcas, pregos, parafusos e, também, na fabricação de veículos.

Já o segundo, o inoxidável, possui tais propriedades em sua matéria-prima, que consiste na mistura do aço líquido com 10% de cromo, ou em casos mais raros, a mistura é feita com manganês, carbono, níquel ou silício. De qualquer forma, o cromo é o material que mais auxilia no processo de proteção do aço. O composto torna o material resistente, sendo utilizado mais frequentemente em construções de grande porte.

Ambos os materiais são resistentes e duráveis, contudo, a utilização do aço galvanizado ainda possui um benefício: seu custo é menor que o do aço inoxidável.

O quão eficiente é o isolamento térmico por aço galvanizado?

O responsável pelo isolamento térmico nas câmaras frias é, na verdade, a combinação de dois fatores: estruturas galvanizadas, em forma de chapas com grossura entre 0,5 e 0,7 milímetros para revestimento externo, e o núcleo, feito de isolante de poliuretano (PUR) ou poliisocianurato (PIR), formando os chamados “painéis sanduíche”.

O aço galvanizado será o responsável pelo acabamento e estará em contato com as mercadorias e demais estruturas dentro da câmara fria, por isso a importância de sua resistência e durabilidade. As chapas vão ajudar no bloqueio do calor, a fim de controlar a temperatura interna do armazém.

Sendo assim, a eficiência do isolamento térmico depende dessas duas partes. Se combinados e estruturados corretamente, o isolamento térmico funcionará perfeitamente.

De que forma esse tipo de estrutura auxilia nas necessidades logísticas da empresa?

Planejar os aspectos logísticos de armazenagem de forma estratégica é fundamental para o bom funcionamento da operação, pois aumenta a otimização do espaço e melhora a organização dos produtos.

A câmara fria é um modelo de galpão de armazenamento com necessidades bem específicas que devem obrigatoriamente ser levadas em consideração para proporcionar a segurança da equipe que trabalhará nela e, ainda, manter a integridade das mercadorias em seu interior. Uma estrutura galvanizada atende às especificidades e permite a verticalização do estoque e outras estratégias, de modo a ganhar mais espaço e eficiência operacional sem perder a segurança, resistência e durabilidade necessárias.

Ter o conhecimento dessas demandas é essencial para o bom funcionamento da operação. No caso das câmaras frias, cada detalhe é importante, não apenas para o desempenho adequado das atividades, mas para manter a segurança dos que a utilizam e conservar a integridade dos produtos. 

Faça com que seu domínio sobre a área de atuação seja uma vantagem competitiva no mercado. Conhecer a estrutura galvanizada, suas vantagens e aplicações é o primeiro passo para melhorar seu know how e expertise sobre o negócio.

Nosso conteúdo ajudou a esclarecer suas dúvidas? Tem interesse em potencializar a estrutura da sua empresa? Então entre em contato com a gente e veja como podemos ajudar!

Conteúdos Relacionados

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This