5 dicas para um rastreamento de cargas realmente efetivo

27 nov, 2019 | Gestão Logística | 0 Comentários

longa industrial - logo

Por Longa Industrial

Desde 1964, desenvolvendo soluções em Sistemas de Armazenagem Logística, para empresas de todos o segmentos.

Já foi o tempo em que, na logística, quando se dava falta de determinado produto ou precisava-se saber sobre o posicionamento de uma entrega, era preciso “revirar” o estoque da empresa ou ligar para o motorista responsável para tentar estimar uma previsão. Hoje, graças ao avanço da tecnologia, realizar o rastreamento de cargas se tornou uma realidade muito mais prática e eficiente para as companhias. 

No entanto, ainda que essa ferramenta tenha se tornado não só uma necessidade para as empresas, mas um diferencial estratégico para toda as etapas do supply chain, é comum encontrar organizações insistindo em métodos obsoletos e nem um pouco eficazes. 

Justamente por isso, preparamos este post com 5 motivos fundamentais para convencer você a implantar um sistema de rastreamento de carga na logística de sua empresa. Vamos conferir? 

Quais as vantagens de investir em tecnologia de rastreamento de cargas? 

1. Garantir mais controle interno no armazém 

Engana-se quem acha que o rastreamento de cargas se limita ao monitoramento da entrega. Muito pelo contrário! Toda as etapas do supply chain podem ser beneficiadas com essa tecnologia, aumentando, dessa forma, o controle e a agilidade da logística inbound. 

Quer entender melhor? Pois então, por meio de módulos de um sistema WMS, conectados a coletores de dados e etiquetas com código de barras ou RFID, por exemplo, é possível acompanhar todos os registros e movimentações de qualquer produto dentro do estoque: recebimento, endereçamento, armazenagem e distribuição. 

Isso permite mais controle interno, reduz erros, falhas e perdas, além de otimizar a gestão de estoque da empresa

2. Otimizar o processo de picking 

picking, ou a separação dos pedidos, é uma etapa fundamental dentro da cadeia de suprimentos. Afinal, é a partir dela que tem início a distribuição daquele produto. Ou seja, não adianta investir somente em transporte e ter uma rota bem definida, se o picking apresenta gargalos e atrasos, especialmente, por não conseguir localizar o produto dentro do estoque. 

Sendo assim, um sistema de rastreamento de cargas acaba agilizando esse processo e permitindo que os pedidos sejam separados com mais assertividade e rapidez, o que garante melhores experiências às entregas. 

3. Detectar desvios ou paradas não programadas 

Outra grande vantagem de um sistema de rastreamento de cargas é a possibilidade de monitorar a movimentação do produto e, consequentemente, do veículo responsável pela entrega, em tempo real. Isso permite acompanhar cada “passo” dado pelo motorista e detectar qualquer ação não programada ou sem algum aviso prévio do funcionário. 

Nesses casos, a empresa consegue contatar imediatamente o motorista e checar se houve algum imprevisto ou problema e, inclusive, disparar ações como bloqueio e desligamento do veículo. Ou seja, proporciona também mais segurança e integridade à carga. 

4. Gerar informações em tempo real 

Como já citado, os sistemas de rastreamento de cargas possibilitam gerar dados e informações em tempo real, tanto nos processos da logística inbound (movimentação interna) como na logística outbound (distribuição e entrega). Sendo assim, a empresa consegue, por exemplo, localizar o endereço exato dentro do estoque onde o produto se encontra, identificar o posicionamento do caminhão e até estimar, com muito mais certeza, um prazo para a conclusão de uma entrega que está a caminho do cliente. 

5. Auxiliar na geração de dados e estratégias 

Além de todos os benefícios já citados, um sistema de rastreamento de cargas pode ser útil para a gestão logística, já que possibilita gerar e reunir dados estratégicos das operações. Por exemplo, é possível contribuir com a roteirização de novas entregas, escolhendo os caminhos mais econômicos, seguros e rápido. 

Para exemplificar, os gestores podem criar KPIs (indicadores de desempenho) específicos para as entregas e se basearem em dados obtidos do monitoramento do sistema, como tempo de demora das operações, custo de cada viagem etc. 

Quais são as tecnologias usadas para o rastreamento de cargas? 

Em tempos de logística 4.0, podemos considerar que as tendências para o rastreamento de cargas evoluem de forma rápida e cada vez mais eficientes. Algumas dessas tecnologias já se fazem presentes no setor e se mostram fundamentais nos dias de hoje para as empresas. Confira as principais delas.

Radiofrequência 

Muito comum no Brasil e em outros países, essa tecnologia de rastreamento de cargas faz uso de antenas de rádio para transmitir sinais durante o percurso da mercadoria. As informações geradas por radiofrequência (RF) possibilitam fornecer a localização do veículo, mesmo em ambientes fechados. 

GPS (Global Position System) 

Também bem difundida no mundo inteiro, essa tecnologia é considera uma das mais eficientes para o rastreamento de cargas dos mais variados tipos. Ela utiliza sinais de satélites que captam informações de um receptor instalado no veículo ou, até mesmo, diretamente na carga, decodificando a localização exata com base em coordenadas de latitude e longitude. 

RFID (Radio-Frequency Identification) 

Como exemplificamos um pouco mais acima, a tecnologia RFID é a prova perfeita de que o rastreamento de cargas não se limita somente ao transporte e já é uma realidade também para as movimentações internas dentro da empresa, o que é fundamental, já que muitos estoques contam com processos complexos e com riscos grandes de extravios e perdas. 

A tecnologia funciona também por meio de radiofrequência e gera dados por meio de etiquetas com códigos cadastrados. 

Telemetria 

Outra tecnologia usada para o rastreamento de cargas é a telemetria! Esta, por sua vez, também permite gerar dados mais detalhados sobre a movimentação dos produtos, como a velocidade do veículo. Trata-se de uma ferramenta bastante avançada e capaz de controlar ainda mais informações sobre as entregas da empresa. 

Em resumo, essas são as dicas essenciais para sua empresa investir em um sistema de rastreamento de cargas. Vale reforçar a ideia de que essa tecnologia não traz apenas um controle maior de suas entregas, mas também possibilita realizar ações mais estratégicas para suas operações, como redução de custos, otimização de processos, melhorias na gestão de estoque e, por fim, uma melhor experiência aos seus clientes

Gostou do post? Quer ficar por dentro de outras novidades e artigos sobre o universo da logística, suas tendências, tecnologias e dicas imperdíveis? Então, não deixe de seguir nosso Facebook e Instagram para acompanhar as próximas atualizações! 

Conteúdos Relacionados

WMS: Ferramenta essencial para a gestão do seu armazém

WMS: Ferramenta essencial para a gestão do seu armazém

O sistema WMS é mais uma solução tecnológica desenvolvida para otimizar e aumentar a produtividade do setor logístico. A ferramenta surge em um momento de extrema necessidade, afinal, o setor logístico nunca foi tão exigido em termos de qualidade e quantidade. O...

Como deve ser e funcionar uma cadeia de suprimentos moderna?

Como deve ser e funcionar uma cadeia de suprimentos moderna?

Sobreviver em um mercado tão qualificado demanda uma atuação estratégica por parte das empresas e, nesse cenário, ter uma cadeia de suprimentos eficiente e moderna é um dos principais diferenciais que um negócio pode ter. A logística e os profissionais do...

Saiba como melhorar o relacionamento com fornecedores logísticos

Saiba como melhorar o relacionamento com fornecedores logísticos

O sucesso de uma empresa depende do bom funcionamento de vários setores e processos. Dentro desse contexto, o relacionamento com fornecedores logísticos desempenha papel fundamental, afinal, eles são responsáveis por manter a produção em atividade. Conseguir...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This